Fabrício Lemos

Rádio Clube de Valença  AM 650, completa 50 anos de história

16 MAI 2020
16 de Maio de 2020

Neste dia 16 de maio a Rádio Clube de Valença AM 650, completa meio século de existência. O editor chefe do Top Notícias, Fabrício Lemos, repórter também da “Rainha” da comunicação na Costa do Dendê, reuniu uma série de profissionais que começaram na emissora, outros que ainda permanecem, os quais relatam seus momentos, suas histórias nessas bodas de outo de pioneira da região.

Dorgival Lemos um dos primeiros que permanece até hoje conta um pouco sobre a sua história transcrita abaixo. Na matéria vocês poderão ouvir as homenagens feitas para ela que está sempre unindo forças com seus ouvintes.

A Rádio Clube de Valença que tinha a frequência 1540 khz com o prefixo ZYC-50, foi fundada pelo senhor Aurelino Ribeiro Novais no dia 16 de maio de 1970. Fazia parte da direção um grupo de senhores que também eram diretores da CVI. A emissora tinha suas primeiras instalações na Praça da República, no interior do Teatro Municipal, mas com seus transmissores na rua do Taipiri, onde hoje funciona o estúdio central.
Na época a rádio tinha 250 watts, seu primeiro diretor foi o senhor Adalício de Jesus, que formou a primeira equipe de locutores que contava com ele próprio, Raul Mendes da Rocha, Itajay Pedra Branca, Rivaldo Lima, Anour Oliveira, Marieli Oliveira, Francisco Campos de Queiros e Arnaldo Santana.
Os primeiros operadores foram: Silvio Tavares, Eduardo Eliotério, Izanilda Ferreira, Roque Viana, Edineia Magno Bonfim e Ivan Morais, a rádio contava ainda com o secretário Leonival Queiroz, Amandina e Jailton Borges, tinha também a discotecária Lucia Porto Negrão. O técnico de manutenção era Enoc Peixoto.

Em 1985 a emissora mudou para a frequência 650 com o prefixo ZYH 462, seu estúdio foi transferido para a Rua do Taipiri, hoje rua Aurelino Ribeiro Novais. A emissora possui hoje 5 mil watt´s e seu parque transmissor fica no km 8 da estrada Valença x Guaibim.

Com a morte do seu fundador Aurelino Novaes o grupo que fazia parte da direção executiva formada pelos diretores da CVI vendeu a concessão para um grupo de empresários de Valença formado por Moacir Carlos de Sousa, Reinaldo Magalhães Tavares, Nestor Luz Antonio Cardoso e o prefeito na época João Cardoso. Foi um momento muito triste para a Radio e por pouco não fechava.

Então esse grupo por não entender do serviço de radiodifusão em 1982  vendeu  a concessão para dois empresários que moravam em Sto. Antônio de Jesus: Humberto Leite e Domingos Matos funcionários do Derba  e que na ocasião prestavam serviços a prefeitura de Valença em terraplenagem com  a sua  empreiteira HD Engenharia.

Eles fizeram logo duas mudanças: o transmissor de 1000 watss pulou para 5 mil e o novo prefixo da frequência para facilitar a sintonia, de 1.540 para 462 que continua até hoje.

Já em 1989 surge em Valença o político e empresário Marcos Medrado, o qual já  possuía outras rádios na Bahia e adquiriu a Rádio Clube de Valença e como também a concessão da radio Valença FM que já estava autorizada para funcionar mas ninguém teve a coragem para instalar.

Em 10 de novembro de 2.000 Marcos Medrado inaugurava a emissora101,9 Valença Fm, nome escolhido pelos ouvintes através de pesquisa, e que ao lado da Pioneira Radio Clube fazem o sucesso na região. São exatos 31 anos no controle de Marcos Medrado.

Dorgival e sua história na emissora

Em 1º de Novembro de 1975 fui convidado a fazer um teste de locutor com o Proprietário Aurelino e o diretor Vanderlito José e por Clovis Araújo operador  agrônomo, hoje pastor em Belém do Pará, a quem também agradeço e estou aqui há exatamente 44 anos 6 meses e 16 dias.

Venho acompanhando a desenvoltura de nossa respeitada Rádio Clube desde o primeiro diretor Adalício de Jesus aos  atuais  Washington Lemos e Émerson Góes que com equilíbrio e sensatez vem conduzindo a funcionalidade as emissoras do sistema unindo forças de comunicação aqui de Valença.

Rádio Clube de Valença 50 anos... e quantas já não estão mais do ar.. porém nós estamos aqui, firmes e fortes em meio a essa nova geração tecnológica.

Alguns nomes de muitos funcionários e colaboradores desde a sua fundação pois eles merecem afinal de contas fazem parte dos 50 anos de Rádio AM que continua com o seu público garantido a pesquisa comprovam isso. São nomes de diretores e locutores e operadores alguns já não estão em nosso convívio mas que vale apena ressaltá-los: Lembro de meu primeiro diretor Vanderlito José, Luis Coelho, Adelmo de Freitas, Laurindo Pinho, Luís Fernandes, Matos Medeiros, Edvaldo Lecó, Artur Filho, Nilton Dantas, Clovis Araújo, Jota Jota, Jota Jr., Otavio Mota, Ivanildo Fontes, Giano Mendes, Anaildo Fontes (o mão(, Nice Nascimento, Ivan Fontes, Luiz Caldas, Dr. Rodolfo Isauro Dantas, Marlos Costa, Simone e Bia Meireles, Daniel Pereira, Dario Loureiro, Iara Lemos, Dionisio Lemos, Dailton Lemos, Zé de Buca (o boca no trombone), Orlando Sacramento, Eliene (o gato), Dirivaldo Gomes,  José Antonio, Dalmar Brito Magalhães, Carmem Mota, Sinho, Job, Ana Damasceno, Jacira  (irmã de Jaiminho e jailton da caçamba boazuda), Edilene,  Edna Maria Oliveira e Carmem,  Abel Queiroz, Valder Queiroz, Gerson Regis, Pedro Filho,  Celeste Martinez, Fernando José, Moacir Dias, Jamilton (o Gôdo) Ivanildo de Jesus, ACM o Boquinha, Adilton Bispo (eu digo e vc acerta comigo), Augusto Cesar  Fatima Menezes  Antônio Assis, Evaldo Nunes do Rosário, Carlitinho, Francisco Porto (o Chiquito), Urgel Santos,  Irene Dóris Acácio, Carlos Viana,   Marcelo Góes, Gilberto Ramo (o Gil do Fisk),Rosita, Manoel, Marinalva, Joselito, Juscelino...  Então todos merecem os sinceros parabéns pois até aqui DEUS tem dado forças aos seus dirigentes pela manutenção dessa Radio que muito tem contribuído com nosso município em todas as esferas desde a sua fundação 16 de maio de 1970 e vamos perdurar por muitos anos.com um som claro e de grande abrangência pois hj estamos com 10 mil watts acompanhado pelo técnico Gilson Cícero atento em sua programação, o Fabricio Lemos Roberto Melo, Moacir Saraiva,  Vidalto Oiticica, Rodrigo Mario, Deodoro Lemos, Ricardo Henrique, e na Telefonia a Luana e Laís. Quanto a programação ela é Eclética para todos os gostos numa faixa de 08 aos mais de 100 anos.

Esporte, policia, politica, cultura, religiosidade, social e musica .....Dentre os ouvintes abraçamos os dois que mesmo antes da radio inaugurar já ouviam em caráter experimental em nome deles abraçamos os milhares que sintonizam a 650..

Muitas coisas aconteceram boas e ruins... e que um dia não daria  para contarmos tudo . Mas por fim, o nosso muito obrigado aos nossos queridos ouvintes  extensivo aos nossos empresários mantenedores de nossa existência.  Forte abraço ao nosso líder Marcos Medrado e o Diogo Medrado que amam essa terra chamada Valença.

Alguns amigos a exemplo do Prefeito Ricardo Moura afirmam que a Radio Clube é:

O Carro Chefe da comunicação.

O somdo interior  que a Bahia Respeita -  Noacir Saraiva.

É uma emissora comercial mas faz um trabalho comunitário - Rosangela Góes

Comanda a comunicação – cantor Celso Jardim .

Valença tem dois momentos: Um antes o outro depois da Rádio Clube  Jacy Bartolomeu

 

Parabéns Radio Clube ... forte abraço a todos

 

Dorgival Lemos

Voltar


Todos Direitos reservados a Top Notícias